Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 7 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching Afetivo e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



sexta-feira, 19 de maio de 2017

Insanidade é fazer a mesma coisa e esperar resultados diferentes


Todos querem mudar. Sempre temos algo que gostaríamos que fosse diferente. O ser humano é insaciável por natureza, sempre quer algo mais, ou algo novo ou algo diferente.

Uns querem mudar de vida, priorizando os bens materiais. Então desejam um carro melhor, uma casa melhor, quem sabe morar numa cidade melhor.

Outros querem saber mais, conhecer mais. Então fazem Faculdade, Especialização, Mestrado, Doutorado, Pós Graduação, novos cursos, sempre em busca de mais conhecimento.

Outros querem mudar seu jeito de ser : não gostariam de ser tão impacientes, ou tão descontrolados financeiramente ou tão procrastinadores...

O fato é que todos querem mudanças. Sempre temos algo que não nos contenta e por isso, queremos mudar. Mas a mudança na maioria das vezes é lenta e gradual. Não existe um botão que podemos apertar para que tudo mude. A mudança exige trabalho e comprometimento.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

O Poder da Gratidão


Existem dias em que acordamos meio que de mal com a vida. Já começa com uma grande preguiça de sairmos da cama. Depois vem a rotina do dia a dia, parece que naquele dia nada dá certo : o trânsito está pior do que o de costume, o dinheiro não deu até o fim do mês, aquele seu encontro foi cancelado, o chefe está bravo com você, seus amigos estão todos ocupados.... Parece que tudo conspira para dar errado naquele dia.

Dias assim – por mais que não gostemos – são importantes na nossa vida. São importantes porque nos propiciam o exercício da gratidão. E este exercício pode ser sempre aprimorado, basta que tenhamos olhos para ver e coração para sentir.

quinta-feira, 6 de abril de 2017

O Caminho do Meio


O poeta Ferreira Gullar nos presenteou com esta pérola para reflexão : “Eu não quero ter razão, eu quero ser feliz”. Quem quer ter razão quer ganhar, quer fazer valer a sua verdade a qualquer custo, quer sempre mostrar para o outro que ele está certo. Quem quer ser feliz não está preocupado em ter razão sempre ou em ser reconhecido em seu ponto de vista porque é o mais correto. Quer apenas evitar o conflito e ser feliz.

Evidentemente alguns dirão que se ser feliz é se calar, esta não é uma boa atitude. Afinal, em nome de ser feliz, você vai ficar sempre dando razão pro outro mesmo que o outro esteja errado ? Em nome de evitar uma briga vai engolir sapo e se calar sendo que o outro nem ao menos reconhece sua atitude empática ?

E os que querem ganhar e ter razão entendem que se o ponto de vista deles está certo, por que se calar ? Por que não brigar pelo que acreditam e pelo que – em seu ponto de vista – é o certo a fazer ?

quinta-feira, 30 de março de 2017

Reflexões sobre o futuro


Uma paciente compartilhou comigo um artigo sobre a geração Y e sua forma de viver a vida. O artigo explica que a geração Y não tem desejos de ter um carro ou uma casa própria como a geração de seus pais. Ter bens e propriedades não é o que lhes interessa. O que a geração Y deseja é viver experiências.

Nada mais enriquecedor do que viver experiências. Podem ser experiências carregadas de emoção como saltar de bungee jump, passear de balão, ou fazer rafting, descendo corredeiras de bote. Podem também ser experiências de amadurecimento, como morar fora do país, fazer um curso no exterior e até mesmo dividir seu espaço com várias pessoas morando numa república.


quarta-feira, 22 de março de 2017

A importância do lazer em nossas vidas


O lazer sempre foi algo importante em nossa vida. Parar faz bem. Nos desacelera, nos permite espaço para reflexão, nos deixa mais calmos. Mas também pode nos gerar culpa. Será que podemos parar ? Será que somos merecedores de descanso e férias ou seremos cobrados por isto mais adiante ?

Muitas empresas têm a cultura da hora extra. Neste caso, fazer hora extra é normal. Se o funcionário simplesmente cumpre seu horário e vai embora, recebe olhares de reprovação : “como assim já vai embora ? Não sabe que estamos todos nos matando de trabalhar ?”

Algumas empresas já perceberam como o lazer é fundamental. Horas extras só são permitidas com aprovação da gerência. Elas desejam e já sabem que um funcionário feliz rende mais, tem mais comprometimento, erra menos, sente mais satisfação com seu trabalho.