Patrícia Camargo

Patrícia Camargo - Formação em Psicanálise Clínica com o Prof. Wilson Cerqueira, do Centro de Estudos em Psicanálise Clínica, filiado à Associação Brasileira de Psicanalistas Clínicos (ABPC).

Realiza atendimentos como Psicanalista Clínica em Sorocaba e Campinas.

Também trabalha há mais de 8 anos com Coaching de Vida e é especialista em Coaching Afetivo. É conciliadora da Justiça Federal e autora dos blogs Coaching & Psicanálise e Psicanálise Sorocaba.

Por que fazer Psicanálise ?
Porque em algum momento de nossas vidas sofremos traumas, sentimos mágoas, culpas, frustrações, perdemos o rumo, nos desconhecemos, buscamos ser melhores do que somos e sabemos que podemos ir além.

Geralmente, as pessoas não têm consciência das diversas causas que determinam seus comportamentos e suas emoções. Estas causas estão em nosso inconsciente, e através de um Processo Psicanalítico, é possível compreendermos por que agimos como agimos e como podemos ser pessoas melhores, mais equilibradas e conscientes de nossos atos e escolhas.

Através do método da Individuação desenvolvido por Jung, paciente e analista buscam juntos a resolução dos conflitos mediante sua re-significação, possibilitando a ampliação da consciência do paciente. Com a interpretação do material trazido pelo paciente, o Processo Psicanalítico possibilita o surgimento de novos caminhos e novas possibilidades para que o paciente tenha uma vida plena e feliz.

Contatos pelo e-mail psicanalise@patriciacamargo.com.br ou pelos celulares (15) 9 9855-2277 / (19) 9 9739-4019 (What´s app)


Link da matéria da TV Tem (Afiliada da Rede Globo em Sorocaba) em que Patrícia Camargo é entrevistada sobre como realizar seus sonhos :



quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

O que podemos aprender com o casamento indiano


Foi um paciente quem me relatou o caso abaixo. Em viagem à Ìndia,  conversando com um colega de trabalho, acabaram falando sobre casamento. Segundo as tradições indianas, são os pais quem escolhem os parceiros de seus filhos. Passeando um pouco pela internet, descobri a informação de que 75% da população indiana está de acordo com esta prática. 

O rapaz indiano foi questionado sobre como poderia dar certo um casamento em que ele não escolheu a noiva, e a resposta dada por ele foi muito interessante :

- Não vejo por quê não daria certo ? Se vou me casar com alguém que não escolhi, a única escolha que posso fazer é amar esta pessoa. Eu posso escolher reclamar porque ela não tem o temperamento que eu gostaria ou os olhos azuis que admiro. Mas eu também posso escolher amar o que ela tem de melhor : seu bom humor, seu jeito carinhoso de ser, entre tantas outras qualidades. Amar é uma escolha.